terça-feira, 1 de julho de 2014

O sonho que é a vida

Quem clama apenas sonhos vive num mundo de pesadelos
E forçar que o sono venha é cometer um suicídio mental premeditado
É ter nas mãos um machado e decapitamo-nos muito antes dos olhos fecharem
E é assim que morrem os pensamentos que mais que todos são verdadeiramente pensados

Não quer dizer isto que o sono seja a estagnação da mente
Mas que quem vive com medo de viver o oposto do maravilhoso foge da realidade
Escondesse da vida e da verdade à espera que tudo seja a seu agrado
E no seu mundo tão só mente para si perfeito morre a viver no errado

E tu , tu se te sentes bem nessa vida sonambula
Onde o sustento da tua calmia e felicidade é a falsidade dos outros
Recusa o elogio e o apoio desmoralizado e sente a vida sem seres um fantoche acordado

E se por acaso encontrares aconchego no teu inimigo
Em toda a verdade que fingias ser mentira
Não chores pela noite que há-de vir mas sorri e luta por este sonho que é a vida

Sem comentários:

Enviar um comentário